Blog

Parasitas e Alimentação Natural

Parasitas e Alimentação Natural

E parasitas?
 
A questão dos parasitas nas carnes cruas, apesar de ainda gerar alguma controvérsia acaba por ser mais simples de explicar. Porquê? Simples: os parasitas são inativados pelo congelamento.
 
Podia bastar uma resposta desta simplista para acalmar as preocupações dos tutores, mas todos nós gostamos de saber um pouco mais, certo?
 
Vamos então diretos à verdadeira questão, aquela que mais desacatos causa, a carne de porco e a trichinella.
 
A trichinella pode ser transmitida pela ingestão de carne de porco ou javali crua ou mal cozida mas o congelamento dessa carne durante um período de 3 semanas a -15ºC ou 7 dias a -20ºC inativa este parasita. Problema resolvido.
É ainda de acrescentar que atualmente com a produção intensiva de porcos e inspeção veterinária apertada, é extremamente raro existirem carnes contaminas com este parasita. Porcos de criações caseiras ou de criação livre são mais propensos a apresentar este parasita.
 
Não há risco parasitário associado a carne de aves pelo que se aconselha apenas uma congelação de 24h/48h apenas por precaução.
 
Já os pequenos ruminantes, vacas e coelhos podem ser portadores de parasitas como as ténias. E neste caso aconselha-se um congelamento por 5 a 7 dias a -15ºC ou 3 dias a -20ºC.
 
O peixe, em especial o salmão selvagem, também podem ser portadores de parasitas que mais uma vez são inativados pela congelação. Para o salmão a recomendação é de congelar pelo menos 7 dias e para os restantes peixes 48h são suficientes.
 
Uma nota importante: os parasitas não são ativados pelo descongelamento! Diferente das bactérias que durante a congelação não se conseguem multiplicar, mas são ativadas com a descongelação.
 
Segundo a FAO (organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação), a lista dos 10 principais parasitas:
 
·      Taenia solium: Na carne de porco
·      Echinococcus granulosus: Nos produtos frescos
·      Echinococcus multilocularis: Nos produtos frescos
·      Toxoplasma gondii: Na carne de pequenos ruminantes, porco, carne de vaca, carne de caça (carne vermelha e órgãos)
·      Cryptosporidium spp.: Em produtos frescos, sumo de fruta, leite
·      Entamoeba histolytica: Nos produtos frescos
·      Trichinella spiralis: Na carne de porco (provoca a triquinose)
·      Opisthorchiidae: Nos peixes de água doce
·      Ascaris spp.: Nos produtos frescos
·      Trypanosoma cruzi: Nos sumos de fruta
 
Podemos verificar que muitos dos parasitas estão presentes em produtos frescos.... Entenda-se por produtos fresco frutas e legumes. Dá que pensar...
 
Mais uma vez, as regras de higiene em casa e a manipulação cuidada dos alimentos é a melhor forma de garantir a segurança alimentar. Confiar em profissionais de saúde animal é de extrema importância quando optamos por alimentar os nossos animais com alimentação natural.


×