Blog

Obesidade em cães de companhia

Obesidade em cães de companhia

Escrito em 08 de março de 2021

Apesar de cada vez mais reconhecida como um problema, a obesidade em animais de companhia é uma realidade crescente. Como é que acontece? Existem vários fatores que contribuem para a obesidade. Entre eles destacamos o:  Sedentarismo  Má alimentação (em quantidade e qualidade)  Excesso de “petiscos”  Predisposição racial e individual Vamos focar-nos na alimentação. A escolha da alimentação dos nossos animais deve adequar-se ao tipo de vida e ao seu próprio metabolismo. Só desta forma teremos a certeza que além de não faltar nenhum nutriente importante, não estamos a sobre alimentar o nosso animal. O erro mais comum é alimentar em ... Ler mais
Alimentação Natural: Vantagens e desvantagens

Alimentação Natural: Vantagens e desvantagens

Escrito em 14 de maio de 2020

Cada vez mais se fala em alimentação natural (AN)... Mas o que é, efetivamente, a AN? É uma dieta EQUILIBRADA e calculada, composta por alimentos in natura (não processados), que sofre um tipo de processamento mínimo: cozedura e/ou congelamento.Na sua formulação estão contidos todos os macro e micronutrientes que o animal necessita (diferente do típico “arroz com frango”). Há um equilíbrio entre a proporção de proteínas, gorduras, hidratos de carbono, fibras, vitaminais e minerais.Podem, e devem, ser utilizados pré e probióticos que favorecem o bom funcionamento do sistema digestivo e suplementos vitamínicos e/ou minerais de acordo com as características de ... Ler mais
Enriquecimento Ambiental

Enriquecimento Ambiental

Escrito em 23 de abril de 2020

O Enriquecimento Ambiental consiste em melhorar o bem-estar animal, tanto físico como mental, ao apresentar estímulos novos e diversificados no meio-ambiente, criar oportunidades de aprendizagem e incentivos a actividades e/ou a comportamentos instintivos/naturais de cada espécie. Ao fazê-lo diminuímos certos comportamentos indesejados (e problemas comportamentais) que advêm da falta destes mesmos estímulos como, por exemplo, o grooming e vocalização excessiva, hiperactividade, comportamentos repetitivos e/ou destructivos, cavar ou fugir (caso tenha acesso a um quintal) e coprofagia, sendo muitos destes comportamentos reconhecidos como indicadores de stresse crónico (Pullen, 2010). Hoje em dia, a maioria dos nossos animais de estimação recebe níveis muitos ... Ler mais
×