Blog

Os cães e o calor

Os cães e o calor

Recebemos vários pedidos de esclarecimento em relação a este tema, pelo que neste pequeno texto tentaremos explicar (resumidamente) estes tópicos.


1. Temperatura do alcatrão

Para pensar: Num dia de Verão, com uma temperatura exterior de cerca de 30ºC, a relva alta mantem a temperatura do solo a cerca de 19ºC, quando cortada sobe para 24,5ºC, o solo seco atinge os 40ºC, o alcatrão pode atingir 50ºC. O cão anda com as patas no chão sem proteção pelo que estas temperaturas podem causar queimaduras graves!

Se vai passar com o seu cão no alcatrão, ponha a sua mão no chão e teste a temperatura.


2. Não deixar o cão dentro do carro

A temperatura no interior do carro num dia de verão pode duplicar a temperatura exterior em menos de 1 hora, por exemplo, se tiverem 25ºC um carro fechado pode atingir os 50ºC. E o vou "só ali demoro 5 minutos" pode causar lesões serias e até a morte ao seu cão. Existem estudos que demonstram que mais de metade da subida de temperatura acontece na primeira meia hora, mesmo com as janelas ligeiramente abertas para ventilar. 


3. Passear nas horas mais frescas e em zonas com sombras / árvores / água.

De manhã cedo ou ao final do dia e optar por jardins ou mato com arvores e sombras, idealmente com água para se refrescarem. Não esquecer de levar consigo água potável e fresca para o cão beber!


4. Oferecer água fresca

Sempre disponível em casa :)


5. Protector solar

Existe protector solar especifico para cão, que dependendo do tipo de pelo e pele deverá ser utilizado nas zonas indicadas pelo medico veterinário assistente.


6. Cuidado com as tosquias !!!

O pelo também protege do calor! Não se deve nunca rapar o pelo do cão com o intuito de refrescar, acontecerá exactamente o contrário.


Existe o perigo - muito real - de “golpe de calor”. Conhece os sinais? Sabe o que fazer ?

Os primeiros sinais são uma respiração forte e rápida e as almofada das patas molhadas, em casos mais graves começam a aparecer hemorragias na pele e mucosas. O comportamento do cão também fica alterado, o cão deixa de querer andar e tenta parar nas sombras, com a evolução e agravamento do estado começam a andar de cabeça baixa e "aos S's".

Um golpe de calor é uma emergencia veterinária, deve imediatamente levar o seu cão ao medico veterinário, mas até chegar ao medico veterinário deve colocar o animal numa zona fresca e borrifa-lo com água e usar toalhas molhadas para baixar a temperatura corporal gradualmente.

 


×