Blog

Bactérias & Alimentação Natural

Bactérias & Alimentação Natural

Vamos falar de bactérias?!
 
As bactérias são odiadas por todos e com alguma razão: são causadores de doenças gravíssimas em nós e nos nossos animais.
No entanto, existem bactérias boas! Sabia que o microbioma humana (e o dos nossos animais de companhia) é maioritariamente composto por bactérias? Elas têm um papel muito importante, por exemplo, na regulação do sistema imunitário: microfloras desequilibradas estão muitas vezes associadas a doenças inflamatórias crónicas e infeções.
 
Vamos agora falar sobre bactérias causadoras de doença que podemos ingerir através do consumo de alimentos...
 
Neste campo, os nossos adversários são maioritariamente baterias como a E.coli, salmonela ou o campylobacter jejuni... Entre outras, estas bactérias são capazes de causar graves infeções do trata digestivo em seres humanos mas são raríssimas em cães e gatos!!!
 
Pois é... Há uma grande diferença (além do aparente aspecto) entre nós, humanos, e os nossos animais: nós somos omnívoros, eles são carnívoros (o gato, carnívoro estrito).
 
Os cães e gatos possuem barreiras contra a colonização de bactérias patogénicas que nós não temos:
·      pH extremamente ácido no estômago
·      transito intestinal rápido e comprimento intestinal mais curto
·      sistema imunitário extremamente eficaz contra bactérias patogénicas (afinal de contas, os cães lambem as patas, cheiram o rabo uns dos outros, ...)
 
Sabia que já foram identificadas salmonelas nas fezes de cães saudáveis apenas alimentados com ração seca?!
Estas bactérias poderão ser provenientes de diferentes origens.... Vamos parar de culpar a carne crua?
 
Ou seja, além das outras mil origens onde os cães e gatos podem contactar com estas bactérias patogénicas, elas podem estar efetivamente na carne mas para causarem doença, vários fatores tiveram que falhar... Um animal saudável não ficará doente por contactar com estas bactérias porque tem um sistema imunitário forte e saudável (que é altamente promovido pela alimentação natural – falaremos nisto noutra altura).
 
Alimentos crus podem veicular algumas bactérias, mas este risco não é exclusivo destes alimentos. Alimentos altamente processados (como as raçoes) também têm perigo de transmissão de bactérias... Por exemplo, a bactéria Clostridium botulinum desenvolve-se em alimentos fechados hermeticamente, sem oxigénio.
 
Em países em que a legislação obriga a um controlo apertado das rações para animais de companhia, são frequentes “recalls” de rações contaminadas com bactérias como a salmonela ou contaminações fúngicas.
 
Escolher carnes proveniente de origens conhecidas e controladas, com bom aspecto e salubres contribui para minimizar os riscos inerentes ao consumo de carne crua (estamos a falar dos cães e gatos, não de seres humanos). Da mesma forma, um bom acompanhamento nutricional e veterinário garante que fornecemos alimentos adequados, em quantidades adequadas e a animais que os podem comer.
 
 
Agora que somos pessoas informadas, vamos desconfiar quando a causa de toda e qualquer doença dos nossos animais for a carne crua? 
 
 
“E parasitas? Parasitas da carne crua também matam...” Esses ficam para a próxima.

 

fotografia: a_bunchofdogs


×